Visitantes

sábado, 29 de setembro de 2012

Treinamento de força é bom para o cérebro

A maioria das vezes o treino de Força está associado ao exercício voltado para os benefícios cardiovasculares, hipertrofia muscular e perda de peso ou tonificação/força.
Muitas vezes é esquecido que o exercício de força tem um papel fenomenal porque atua no apoio a saúde do cérebro e até mesmo estimulando a criação de novas células cerebrais (um processo chamado de neurogênese).
Agora pesquisadores americanos revelaram que um dos mecanismos que faz exercer uma poderosa ferramenta para a saúde do cérebro: um impulso natural de testosterona.

Exercício aumenta os níveis de testosterona cérebro, constrói novas células cerebrais
O hipocampo é um componente importante do seu cérebro. Ele pertence à parte primitiva do cérebro conhecido como o sistema límbico e desempenha um papel importante na consolidação de informações de sua memória de curto prazo para memória a longo prazo e navegação espacial. Um novo estudo em animais foram encontrados que o exercício não só faz ativar neurônios hippocampal, mas realmente promove seu crescimento. No cérebro, isso também, por sua vez, ajuda com a criação de novas células no cérebro, mesmo que o estudo incluiu apenas masculinos ratos, os cientistas acreditam que os resultados se aplicam aos seres humanos.








Fonte: Dr. mercola

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Benefícios do brócolis:

Estudos científicos têm demonstrado que o brócolis é um dos alimentos de promoção da saúde mais valiosos da natureza.  Um estudo recente, publicado na revista americana de hipertensão, provas científicas sobre os benefícios de saúde notável do brócolis. Um composto do brócolis, glucosinolatos, produz um metabólito chamado sulforafano que pode melhorar significativamente a sua pressão arterial e a função renal, segundo este último estudo em animais.
O sulforafano é um composto de enxofre orgânico encontrado em vegetais crucíferos, como brócolis, couve de Bruxelas, repolho, couve-flor, rabanete e rúcula – mas é mais alto no brócolis.
O sulforafano foi mostrado ter propriedades antimicrobianas e antidiabéticos e também mata células cancerosas, e ou, retarda o crescimento do tumor. 
Estudo deste ano, ratos hipertensos com função renal prejudicada receberam o sulforafano. O composto natural melhorou a função renal dos ratos e abaixou sua pressão sanguínea normalizando a saúde dos mesmos. 

Brócolis também foi mostrado para inibir o Helicobacter pylori (bactérias que pode causar úlceras gástricas), proteger seu coração e pode oferecer proteção contra danos de radiação UV a pele quando aplicado topically.3 o sulforafano de brócolis desempenha um papel na ativação de mais de 200 genes diferentes. E você não tem que consumir um caminhão de brócolis para colher seus benefícios. Somente precisa consumir 25 g ao dia ou 220g por semana mais oou menos. Agora se você odeia brócolis terá que excluir radicalmente a frutose da sua dieta para ter resultados 'similates'.



Fonte: Natural Health Website - mais informações entre em contato com nosso blog

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Maratona de NY terá guarda-volumes:

Os organizadores da Maratona de Nova York mudaram de ideia e decidiram voltar com o serviço de guarda-volumes para a prova deste ano, no dia 4 de novembro.
Depois de anunciarem o fim da política de transporte de bagagens da largada, em Staten Island, para a chegada, no Central Park, os responsáveis pela maratona voltaram atrás e encontraram uma solução alternativa para aliviar o congestionamento ao final da prova e continuar agradando os corredores.

Agora, os inscritos terão até o dia 19 de setembro para escolher entre duas opções:

- Saída rápida sem bagagem: o corredor não poderá utilizar o guarda-volumes, mas terá garantida a saída antecipada do Central Park e acesso mais rápido à área de “Reunião Familiar”, estações de telefone e transporte público;

Guarda-volumes: o corredor poderá deixar sua bagagem na largada da prova e retirá-la na chegada, em uma saída mais distante do Central Park, mas estará sujeito a uma espera de aproximadamente uma hora.

Cerca de 30% dos brasileiros têm mau hálito;

A halitose crônica geralmente é causada pela doença periodontal, resultado da má higienização bucal. Aproximadamente 50 milhões de pessoas, têm mau hálito. A informação é da Associação Brasileira de Halitose, baseada em pesquisas realizadas no Brasil.

Halitose ou mau hálito é a liberação de odores desagradáveis pela boca ou mesmo pela respiração. A halitose não é uma doença, mas pode mostrar que há algo de errado no organismo.“Há mais de 60 causas distintas”, afirma Ivan Stabnov, médico gastroenterologista e endoscopista, do Hospital Adventista Silvestre, do Rio de Janeiro. E em mais de 90% dos casos, a origem se dá na cavidade bucal - acompanhada ou não de alterações sistêmicas como diabetes, distúrbios renais e prisão de ventre, por exemplo.

Alguns alimentos, aliados a ações saudáveis, podem ajudar a combater a halitose.  Os principais, que diminuem e evitam a halitose, são os que ajudam o sistema digestivo e que têm poder adstringente.
Dicas para evitar mau hálito:
Realizar pequenas refeições a cada três horas: jejum prolongado pode comprometer seu hálito;
Evitar alimentos que contribuam para o ressecamento bucal (muito salgados, quentes ou condimentados);
Ter uma dieta balanceada, incluindo uso de alimentos duros e fibrosos; evitar álcool e fumo em excesso;
Ingerir bastante líquido, de preferência água (média de 2 litros ao dia)
Realizar adequada higiene bucal, o uso de fio dental e evitando o uso de soluções para bochecho com álcool na composição;
Visitar o dentista semestralmente, prevenindo assim problemas dentários e gengivais (ex: tártaro, sangramentos,etc)
Realizar exames de saúde geral (check-up) anualmente
Praticar atividades físicas
Reduzir o estresse

Fonte: Associação Brasileira de Halitose, publicado em Uol saúde.

domingo, 2 de setembro de 2012

Celulares têm bactérias ( O globo):

Celulares têm, em média, dez vezes mais bactérias do que os banheiros

Pesquisadores da Universidade do Arizona descobriram que há, em média, mais bactérias no celular do que em um banheiro. Os testes mostraram que a média é de dez vezes mais invasores que podem causar problemas de estômago e náuseas do que no ambiente de higiene pessoal. A conclusão foi divulgada no jornal britânico Daily Mail. Microbiologista da Universidade do Arizona, Charles Gerba alerta para o fato do aparelho estar sempre próximo às mãos e à boca. O ideal é passar no aparelho alguma substância antibacteriana ocasiocanalmente. Pesquisas anteriores já mostraram que outros objetos que as pessoas geralmente julgam limpos são, na verdade, muito contaminados. Caixa eletrônico, por exemplo, têm tantos pseudomonas e bacilos, bactérias que podem causar diarreia, quanto banheiros públicos. Teclados de computador também costumam ser cinco vezes mais sujos do que um assento sanitário.




Conteúdo na íntegra em : www.oglobo.com/saude

Frutose

Segundo Dr. Mercola, estima-se que 42% dos americanos serão obesos até 2030, que deverá custar a nação aproximadamente 1 trilhão de dólares por ano em custos de saúde adicionais. 
Por isso, metade da América pode ter comprometimento da função cerebral até 2030:
É um fato que frutose em excesso pode prejudicar o seu corpo, acumulando gordura no fígado, obesidade e diabetes, mas o que ele faz para o seu cérebro? Estudos não abordaram esta questão até agora...
Um novo estudo americano é o primeiro a mostrar como uma constante dieta rica em frutose pode danificar sua memória e aprendizagem. O estudo foi publicado no Journal of Physiology, este mês. Pesquisadores investigaram os efeitos de xarope de frutose, semelhante de alta frutose xarope de milho, um adoçante barato seis vezes mais doce que o açúcar de cana, que é usado na maioria dos refrigerantes, alimentos, condimentos e até mesmo muitos alimentos para bebês. A equipe procurou estudar os efeitos de uma ingestão constante desta forma concentrados de frutose super processados, que é bastante diferente da frutose que ocorrem naturalmente em frutas. Muito açúcar também pode prejudicar o raciocínio e a inteligência, além da memória.

Fonte: Journal of Physiology, The fat switch